BLOG ACHE PEÇAS

CONSERTO DE AR CONDICIONADO AUTOMOTIVO E COMO USÁ-LO CORRETAMENTE

Conserto de ar condicionado automotivo Ache Peças Joinville

Em matéria de panes e quebras no seu carro é impossível dizer uma que seja boa, mas certamente ficar sem o ar condicionado é uma das que causa mais incômodo.

É que a pane do ar condicionado, geralmente, não é resolvida de imediato e você não se incomoda com o fato de poder arrumar.

Você fica protelando, com medo do mecânico, pondo numa balança o calor que sente quando entra no carro, acreditando que possa segurar por mais um tempo. Quando pode utiliza o dinheiro extra ou o cartão para pagar outras contas com mais urgência.

Então, muitos dias depois, tendo passado todo esse tempo, ou assando dentro do carro, ou como vento direto do vidro aberto, chega uma hora que você diz: “chega! Tá na hora de arrumar”. 

E como funciona o ar-condicionado veicular?

 

Quer saber?

Primeiramente, o seu sistema de ar-condicionado, nada mais é que um trocador de calor.

É um ciclo que se inicia quando um compressor comprime um fluido refrigerante, na forma de gás, por dutos de metal em direção a um condensador.

O condensador é algo parecido com o radiador do carro, com todas aquelas aletas fininhas colocadas próximas umas das outras como lâminas.

Por dentro delas a tubulação serpenteia em dezenas de voltas.

Assim sendo, quando o carro se movimenta, o vento externo sopra sobre elas e o líquido resfria bastante até se liquefazer. Existe uma ventoinha que ajuda nisso também.

Em seguida, esse líquido refrigerante, sob alta pressão, passa por uma válvula de expansão, cuja função é fazer com que haja perda de pressão. Com isso, o líquido esfria bastante.

E assim, o contato do ar quente com o sistema gelado de tubos faz com que haja a troca de calor. Enquanto o primeiro esfria, o segundo esquenta.

O fluido então se vaporiza de novo, voltando para o compressor.

Concluindo, o ar do interior do veículo vai ficar mais fresco devido a outras ventoinhas, que circulam o ar do sistema para o habitáculo do carro.

Problemas no ar condicionado. Como resolvê-los?

 

  1. Filtros sujos.
    Você trocou os filtros, conforme indicado no seu manual do proprietário? Sim, você precisa fazer isso.

    É surpreendente como os filtros de ar sujam com o passar do tempo – e pensar que nossos pulmões recebem toda aquela sujeira, dia após dia, sem filtro nenhum!

    Assim fica feio mesmo. A troca é necessária e não adianta gambiarra de ficar tentando limpar.

    Afinal, é sua saúde que está em jogo.

    E o acúmulo de bactérias e ácaros é uma realidade que vai comprometer a qualidade do ar no interior do veículo, podendo causar problemas respiratórios como alergias e similares.
  2. Sistema com vazamento de fluido refrigerante.
    Além disso, pode ocorrer perda de gás se as conexões dos tubos do sistema se afrouxarem com o tempo, com sacolejos e choques no veículo.

    De tal modo que uma buchinha com água e sabão aplicada nos locais das uniões pode revelar bolhas, como o que se faz quando trocamos o bujão de gás em casa.

    Um minuto de apertos nas roscas resolve de boa.

    Contudo, se houver algum furo nos tubos pode demorar mais e ficar mais caro.

    E aí, pode ser que a manutenção precise ser feita com o sistema desmontado, para aplicação de solda e nova recarga de gás… Um gasto a mais.
  3. Condensador obstruído.
    Como dito antes, o condensador é constituído de uma infinidade de lâminas de metal atravessadas pelos tubinhos do sistema do ar condicionado, onde ocorre a condensação do gás, lembra?

    Portanto, a proximidade dessas aletas facilita o acúmulo de sujeira, como poeira e folhas – quanto pior a qualidade das estradas em que você transita, mais cedo terá de trocar filtros e fazer a limpeza do condensador.

    A obstrução de ar para as aletas diminui a eficiência do sistema todo. E aí: “meu bem, o ar não está gelando!”.
  4. Fusível queimado.
    A velha história do fusível queimado. Isso pode acontecer, sim.

    De tal modo que, se o compressor não funcionar, o ciclo de refrigeração do ar estará interrompido e não teremos trocas de calor.

    Entendeu porque expliquei tudinho, ali em cima?

    Portanto, simplesmente substitua o fusível e o compressor voltará a funcionar.

Cuidados com o seu ar condicionado – como utilizá-lo corretamente

 

Talvez o erro mais comum do usuário é, ao deixar o veículo sob o sol forte por muito tempo, tentar acionar o ar no máximo, tentando assim resfriar mais rápido.

Para um melhor aproveitamento, não faça isso, de imediato.

Primeiro abra os vidros. Circule com o carro por poucos minutos até amenizar a temperatura.

Em seguida, aí sim, ligue o ar no máximo para recircular bem os dutos do habitáculo e renovar o ar.

Posteriormente, feche os vidros e, se quiser, diminua a intensidade da ventilação. 

Usar o ar condicionado aumenta o consumo?

Essa é uma pergunta recorrente, e, apesar das controvérsias, sim, o consumo aumenta um pouquinho. Mas só um pouquinho: em torno de no máximo uns 10%.

E depende de como você dirige, que combustível está usando, se seu sistema de ar condicionado é novo e em boas condições etc.

Contudo, saiba que circular com os vidros abertos, a mais de 80km/h, provoca um aumento de consumo de combustível maior que esses 10%, comprovadamente!

É como circular com um paraquedas aberto, segurando seu carro na estrada.

E então, bora ligar esse ar condicionado?

LEIA TAMBÉM...

Solicite seu orçamento agora mesmo!

CONTATO

(47) 3434-6042

WHATSAPP

(47) 9.9986-8855

E-MAIL

contato@achepecas.net

ENDEREÇO

R. Victor Kursancew, 284 - Costa e Silva, Joinville - SC, 89218-400