BLOG ACHE PEÇAS

MOTOR DE CARRO: 7 CURIOSIDADES SOBRE MOTORES AUTOMOBILÍSTICOS QUE VOCÊ NUNCA IMAGINOU!

Muitas listas já estão disponíveis na internet com curiosidades sobre carros, mas poucas trazem informações sobre motor de carro.

Portanto, o objetivo dessa vez é falar justamente do coração.

Afinal, sem a implementação do motor, justamente o que tirou a tração animal da equação, não estaríamos falando de automóveis, mas de carroças. 

1 – O inventor do carro foi quem botou o motor à combustão na carroça

A partir da invenção de Nikolaus August Otto, coube ao engenheiro alemão Karl Benz a façanha de implementar o conceito do motor de combustão interna, unindo-o ao chassis.

E, por isso, Benz é considerado o inventor do automóvel.

Foi Benz o responsável também pela invenção de itens como o carburador, a vela de ignição, a centelha provocada por energia elétrica armazenada em uma bateria, o radiador, a caixa de marchas e a embreagem, entre outros.

Ou seja, o carro que temos hoje veio quase que todo de seus conceitos, patenteados a partir de 1878. 

2 – Mais da metade do petróleo produzido no mundo é consumido por carros.

Vamos à parte ruim do setor automotivo.

Depois de tanto tempo com carros sendo produzidos, 72% de todas as emissões globais de CO2 advindos do setor de transportes, são provenientes de veículos rodoviários.

Isso porque os motores de combustão interna são, em sua esmagadora maioria, ainda movidos à gasolina ou óleo diesel.

Afinal, por mais eficientes que os motores automotivos tenham se tornado, nas duas últimas décadas, há mais veículos sendo utilizados ao redor do mundo. 

3 – Por que a potência do motor é medida em cavalos?

Quem criou o termo foi o inventor escocês James Watt, que fabricava motores a vapor no século 18.

É que havia a necessidade de dar alguma informação empírica sobre a potência de um motor. Desse modo nasceu o cavalo-vapor (cv) e o horse power (hp), por exemplo.

Assim, 1cv é a potência necessária para erguer um peso de 75kg a uma altura de 1m, em 1 segundo.

Então, para ilustrar isso ele utilizava o desenho de um cavalo, erguendo o peso através de uma polia.

Ah! Se na sua casa tem uma lâmpada de 60, 75… 100 watts, é por causa dele, também. 

4 – Downsizing

Antigamente, os motores de carro eram feitos apenas de ferro fundido, tanto blocos quanto cabeçotes, e por isso eram pesadões.

Com o passar dos anos, e com a necessidade de melhorar o desempenho, novos materiais, como ligas especiais de alumínio começaram a ser utilizadas em processos especiais de fundição.

Isso melhorou não apenas o peso, mas diminuiu o tamanho, deixou os motores mais eficientes e resistentes.

Posteriormente isso possibilitou os motores de 1.3 litros atuais com potências em torno de 85cv, o que é ótimo! 

5 – Fiat 147 – o primeiro a ser movido a álcool

Cabe ao Brasil a invenção de um motor com uma característica muito peculiar. Ele é movido a álcool.

E, mais importante, numa era de motores muito poluidores, o motor a álcool foi uma solução encontrada por engenheiros brasileiros na década de 1970, quando houve um aumento elevado nos preços dos barris de petróleo.

Mas também, motores movidos a diferentes tipos de combustíveis existem desde os primórdios, contudo nunca foram implementados em tão larga escala também.

Portanto, hoje em dia, é inegável o sucesso do motor a álcool, e o Brasil é vanguarda absoluta no segmento. 

6 – Por que só o Brasil utiliza motores movidos à álcool?

Não é verdade que só o Brasil utilize o álcool como combustível, mas é verdade que o Brasil é o único país que utiliza o álcool em grande escala e tem a maior frota do mundo movida exclusivamente com o álcool.

É que a produção maciça de etanol depende de áreas plantadas em larga escala, o que é muito difícil em outros países, principalmente na Europa, que utiliza suas poucas áreas basicamente para a produção de alimentos.

Uma alternativa à cana-de-açúcar para a produção de etanol é o milho, como faz os EUA, em que 4% da frota utiliza álcool anidro.
No entanto, o milho oferece uma produtividade bem menor.
Outra coisa: as próprias plantações de cana são responsáveis por absorverem grande quantidade das emissões de efeito estufa, muito mais que os milharais 

7 – Motores elétricos – a solução final

A pergunta seria então: Se os países europeus já compram petróleo do exterior, por que não compram o álcool?

Bem, isso tornaria viável a universalização do álcool, reduzindo o consumo de combustíveis fósseis, principalmente o diesel, extremamente poluidor.

Contudo não é bem assim que a banda toca.

É que, se for para mudar a matriz energética, a opção é o motor elétrico. Esse sim, consegue atingir zero emissão de poluentes!

Mas a autonomia sempre foi o grande problema, pois as baterias, até então, apropriadas a automóveis elétricos, eram muito limitadas nesse quesito.

Concluindo, a disseminação definitiva do carro elétrico passa por um último obstáculo: a possibilidade de recarregar seu carro, durante a noite, na sua própria casa, sem a necessidade de procurar um posto para reabastecimento.

Mas e se você estiver viajando?

Ninguém quer esperar mais que alguns minutos para ter seu carro reabastecido, certo? Se um celular demora horas, imagina um carro!

LEIA TAMBÉM...

Solicite seu orçamento agora mesmo!

CONTATO

(47) 3434-6042

WHATSAPP

(47) 9.9986-8855

E-MAIL

contato@achepecas.net

ENDEREÇO

R. Victor Kursancew, 284 - Costa e Silva, Joinville - SC, 89218-400