BLOG ACHE PEÇAS

SAIBA QUANDO TROCAR AS PASTILHAS DE FREIO DO SEU CARRO

Já parou para pensar no que poderia acontecer se um pedestre passasse na frente do veículo, enquanto você estivesse dirigindo, e o pedal do freio falhasse?

Estudos apontam que esse defeito é muito comum e está entre as principais causas de acidentes no trânsito. Por essa razão, devemos entender a importância da peça e mantê-la em bom estado para não correr esse risco.

A pastilha de freio serve para reduzir a velocidade e parar o automóvel. Para o bom funcionamento, é preciso estar atento aos sinais de desgaste e à troca do componente dentro do prazo, que geralmente fica em torno de 30 mil quilômetros rodados.

Como saber se as pastilhas de freio estão gastas?

É comum os condutores terem dúvidas se as peças estão em bom estado, isso acontece porque ele fica instalado em um local de difícil acesso e só é reparado quando começa a falhar. O problema é que essa falta de atenção não permite que você identifique o desgaste em tempo hábil para se precaver de possíveis acidentes.

Suavize seu pé! Quanto mais pisamos fundo no pedal, mais forte é o atrito com a pastilha, o que torna sua frenagem mais intensa. Se for utilizado de maneira brusca, você terá dificuldade para frear a tempo e haverá o aceleramento no desgaste do sistema.

A seguir vamos te revelar 4 sinais que mostram que as pastilhas do seu carro estão sofrendo. Caso você perceba alguma delas acontecer enquanto você estiver dirigindo, procure um bom mecânico e escolha a melhor auto peça para substituição, com urgência.

Ruído incomum

Treine seu ouvido! Ao acionar os freios, o atrito entre o sensor de desgaste mecânico e a superfície do disco de freio produz o temido barulho estranho. Esse ruído pode ser gerado pelo acúmulo de sujeira, pela baixa qualidade ou deterioração da peça. Seja qual for o caso, é importante ter sensibilidade para escutar o som e de imediato levar seu carro para manutenção.

Veja as luzes no painel

Luz acesa é um alerta de que o componente está gasto. É preciso observar o painel e, se você identificar que ele acendeu, verifique se o freio de mão está engatado e, caso não estejam, estacione o carro em um lugar seguro, desligue o motor e consulte o manual do proprietário para ler mais informações de como reagir perante a situação.

Pedal baixo

Se você percebe algum desconforto no pedal, sente que ele fica duro ao pressionar ou está baixo, procure um mecânico com urgência. O defeito é um indício de que as pastilhas estão frágeis e seu atrito com o disco está intenso.

Demora ao frear

Outro sinal para você ficar atento é quando o carro demora para parar. Isso significa que falta eficiência na frenagem, portanto, a pastilha não funciona bem.

Desempenho na frenagem

Para que o sistema de frenagem funcione bem, é preciso que todos os componentes que o formam estejam bem posicionados em bom estado, inclusive as pastilhas de freio.

Na prática, todo processo ocorre quando o motorista aciona o pedal que repassa o fluido do cilindro mestre para o sistema de freio. E, após esse processo, as pinças recebem a pressão hidráulica para empurrar as pastilhas em direção ao disco para gerar atrito e reduzir a velocidade nas rodas.

De fato, essas peças são essenciais para o veículo, visto que sem elas a freada não poderia ser suave e, tampouco, controlada.

Durabilidade

O prazo de trocas das peças varia conforme o tipo de veículo, o lugar onde o carro transita e, também, como o condutor usa o freio. Veículos que passam constantemente por lugares lamacentos e esburacados, e motoristas que conduzem o veículo de forma agressiva, tornam o desgaste mais rápido.

Independente do ambiente em que o carro é usado, é ideal realizar a troca antes de os sinais de alerta aparecerem e escolher uma auto peça de boa qualidade capaz de alcançar a durabilidade desejada.

KM

Especialistas alegam ser inevitável trocar a pastilha quando a quilometragem chega entre 30 mil a 40 mil. Apesar desse dado, é importante fazer inspeções de rotina e realizar a manutenção preventiva a cada 10 mil quilômetros, inclusive tanto o freio de disco quanto o ABS tem o mesmo prazo de troca.

Quais os modelos disponíveis

Se você deseja conhecer a melhores pastilhas disponíveis para seu carro, então confira agora algumas vantagens e desvantagens de cada opção:

A orgânica é a opção mais acessível

É composta pela liga de aramida, grafite e resina sintética e têm como benefícios o valor mais em conta, a frenagem mais silenciosa, além da boa resistência térmica. Por outro lado, o ponto fraco é a pouca durabilidade.

A metálica tem o melhor custo benefício

É composta pela liga de latão, ferro ou alumínio e têm como benefícios o desempenho superior comparado ao modelo orgânico e tem alta durabilidade, no entanto, são opções pesadas e mais caras, ou seja, aumentam o consumo do combustível, mas entregam uma boa experiência ao consumidor.

Semi metálica

Caso você queira uma opção mais em conta, as pastilhas semi metálicas são feitas de ferro, cobre, grafite e aço e também são muito resistentes, porém, elas tendem a desgastar os discos de freio.

Cerâmica é muito eficiente

Sem dúvida ela é a melhor opção, no entanto, mais cara. A peça é constituída por fibras cerâmicas, agentes de ligação e enchimentos não ferrosos e têm como vantagem a leveza, são resistentes a altas temperaturas e silenciosas, entretanto, têm o maior valor no mercado.

Fique atento!

Antes de tomar qualquer decisão, faça a avaliação do carro e confira com seu mecânico se está no momento de realizar a manutenção do freio.

Grande parte da segurança dos motoristas e passageiros depende da manutenção do sistema de frenagem. Então lembre-se que uma questão importante é ficar atento à escolha da peça ideal. Se precisar aderir, a Ache Peças tem uma variedade de produtos para veículos nacionais e importados disponíveis para te oferecer.

LEIA TAMBÉM...

Solicite seu orçamento agora mesmo!

CONTATO

(47) 3434-6042

WHATSAPP

(47) 9.9986-8855

E-MAIL

contato@achepecas.net

ENDEREÇO

R. Victor Kursancew, 284 - Costa e Silva, Joinville - SC, 89218-400